11 - SOL POENTE
Sueli do Espírito Santo
 
Ei-lo no céu todo encantador
o sol com sua luz nos irradia
trazendo em seu resplendor
as alegrias de um lindo dia
 
todo o dia se abrilhantando
e a alma de todo sonhador
aos poucos  se inspirando
em lindos versos de amor
 
e sob a luz do sol poente
nesse tranquilo entardecer
o amor  chega de presente
para o próximo anoitecer



12 - ESTRELA GUIA

 

Tua luz entre meus caminhos
meu amor pleno.
auxilia minha dor,
encanta-me os olhos,
toma-me a alma.
 
és tu minha estrela guia!
estrela que me guardas,
companheira confidente.
Eu, servo de teu brilho
 
cada vez mais perto de ti.
Estrela tocante deste coração,
antes choroso;
agora estrela gêmea.
 
leva-me entre outras.
E, eu... reflita luz,
aos que te perderam
luz do amor!
 
Paulo Nunes Junior
Bertioga
24/05/2006

 


13 - Canção das Estrelas
Luli Coutinho


Enfeites do céu, broches da Lua!
Surges como brilhos multicores de calor
Carinhos e vislumbres entregues as noites obscuras
Desenham abstratos, formando flores de candura.

Iluminam-se em minhas noites de amor
Bordam diamantes no azul dos meus céus
Acaricio-as com gratidão e louvor
Doce presépio enviado por Deus!

08/11/05



 

14 - Cumplicidade com as Estrelas

(Sperazzo)

 

Em versos e prosas e até em trovas

dedilho com ternura o meu amor por você!

Espero pela noite

Faço cumplicidade com as estrelas

Deito na lua as  minhas súplicas

 

No sereno o toque leve, suave da  brisa

penetra em meus pensamentos orvalhados

No céu deposito meu sonhos

Entendo minha teimosia

Aguardo a imagem do meu amor

 

Já cansada, quase esgotada

consulto minhas emoções

Volto meus olhos para o meu coração

Nele vejo você governando

as ondas da minha alma...

 

Sandra Lúcia Ceccon Perazzo

24/05/2006



15 - Pegando uma Estrela

Yvonne Anita Muller

 

Eu  queria pegar uma estrela. 

Estiquei-me tanto, que os meus braços

alcançaram  o céu...

Chegando lá me deparei

com tantas! Quis trazer o céu

mais a lua se estremeceu...

 

A estrela que escolhi,

era perfeita e ficou!

A que eu trousse...

Estava faltando uma parte  

e me completou...



16 - O AMOR, DEPOIS DA DOR
Diana Lima


Pergunta à Deus, por mim
 Por que, os fados me guiaram assim
 Eu, que vi o amor nascer
 Em outros tempos, e adormecer


 Pergunta à Deus, por ti
 Por que em desertos áridos de dor
 Tivestes que caminhar
 Antes de poder viver o amor


 Pergunta à Deus, por nós
 Por que os fados nos velaram os caminhos
 Em desertos de existências, em desalinho
Sem escutar a nossa voz

Pergunta a Deus pelo nosso penar
Por que tantas vidas a perscrutar
Em arrastar penas e amargor
Antes de atar-nos no mesmo feixe de amor

AUDÁCIA

(Humberto Rodrigues Neto)

Da minha rede rendada,
faria uma cama com  ela,
e pra seres bem amada,
deitarias comigo nela.

Ah... vem cigarra vadia,
que os meus desejos te pedem;
dá-me a tua flor tão macia,
deixa-me entrar no teu Éden!

Pra que pensar em remorsos
se é tão puro o teu ardor,
se divinos são os esforços
quando a gente faz amor?

Qual mecânico suave,
que tudo conserta e emenda,
eu poria minha chave
no aconchego da tua fenda.

A fremir, em louco espasmo,
vem aplacar meus desejos;
para que eu morra no orgasmo
da síncope dos teus beijos!





18 - A ESTRELA

rivkahcohen

 

Quem diria?

Ela mesma

que não se fala,

não se comenta

e muito menos se apontaria.

Ela nos deixaria às claras,

nos entregaria!

À sete véus

vamos levando,

vamos indo...

Crianças brincam

aguardando um "não sei o que"

que nunca muda

e de repente é visto nos céus

uma estrela...

- Não aponta!

- Cuidado

que nasce uma verruga

no seu dedo!

Tínhamos guardado

esse segredo,

mas hoje podemos gritar

aos quatro ventos:

Olha,

nasceu a nossa estrela!

19 - MENINA

 

 te vi flor pequenina,
 nas tardes fagueiras a brincar,
 brincava doce menina,
 com as bonecas a sonhar.

 era, linda, olhos azuis cor do mar,
 cabelos soltos ao vento, cor de azeviche
 a tez macia e corada
 e tu brincava menina
 com o amor a sonhar,

 vi te crescer o encanto,
 no andar já tinha o balanço
 das meninas que não querem mais brincar
 mas continuavas menina a sonhar.

 então, agora te vejo mulher,
 com o encanto
e a malicia que as faz
 já não és menina, agora mulher
 mas continua a sonhar.

 Queria agora ser teu dono,
 mas o tempo cruel e tirano
 te fez mulher, a sonhar,
 e me tirou a chance e o encanto de te amar.

CONSELHEIRO DA PAZ - Goiânia

 

 


20 - A ti eu peço

 

Brilha estrela, brilha em mim
brilha em todo teu esplendor
Irradia em minha alma
incendeia-me em teu fulgor

arrancando de meu âmago
a saudade do meu amor.

 

Milamarian - Japão

 
Art e Formatação ANALUZSOL
 

Pagina 01 - clicar aqui

Pagina 02 - clicar aqui

Pagina 03 - clicar aqui

 

 

Voltar