111-SOLIDÃO

Solidão, dê-me um tempo e vá-se embora, não me envolva nesta hora, de carência por qual passo, coração em descompasso, palpita desenfreado, está triste e amargurado, por não ter mais ao seu lado, aquela fêmea fogosa, tão voraz e impetuosa, que me fazia vibrar, num ferrenho se entregar......
Solidão, não se instale neste quarto, que um dia foi retrato, de muitos gozos ardentes, calorosos e envolventes, quando dois corpos se davam, em prazeres se doavam, com tesões tão grandiosos, de orgasmos estrondosos, que manchavam este leito, com as seivas de um amar perfeito, esvaindo-se em abundância, a emanar pura fragrância......
Solidão, não tortures minha vida, desta maneira bandida, transformando minha querência, num estado de demência, que chega em forma de sonhos, ou até durante os banhos, apossando-se da mente, de um modo contundente, despertando meus desejos, em instigantes lampejos, que se apoderam do sexo, fazendo-me perder o nexo......
Solidão, te apossasses de meu ninho, me deixando aqui sozinho, sem poder sentir na boca, o sabor da fúria louca, das seivas da minha amada, quando entregue era sugada, completamente explorada......
Solidão, devastasses meu caminho, me deixando em desalinho, sem nem mais sentir o cheiro, de um orgasmo verdadeiro, e impusesse-me o castigo, de compartilhar contigo, meus choros no travesseiro......
Solidão, até quando será assim, vivo a indagar pra mim, mas nem mesmo explicação, que demonstre uma razão, pra poder me apaziguar, você conseguirá dar......

José Cardoso

******

112-Desprezo em Súplica e Delírio!
 
Uma lágrima
É tudo o que terás
Por tal desprezo.
Uma única lágrima
Será teu triunfo,
Pois não merece
Nada mais
Do que esta
Ínfima recompensa.
Tu que ocultaste
Tua face,
Teu brilho
Aos dilacerados
E carcomidos campos.
Entregues ficaram a tua saga.
Nada floresce.
Qual tamanha é
A falta deste Sol.
Oh! luz radiante
Vinde a nós,
Mortais que somos,
E inunda
Com seu fulgor
Nossa carne
Sedenta de calor,
Sedenta de vida.
Tire para longe
Esta umidade sufocante,
Pois não queremos
Nunca mais chorar
Por tua nefasta presença.
 
Nunca deixe em falta, o teu brilho. Ele, intenso, refaz iras e torna tua vida um tanto mais suave. Purifique teu brilho, irradiando tua felicidade. Aos desatentos, basta uma lágrima.
 
Peixão89
 

******
 
113-Solidão
Márcia Jac

Esqueça-me solidão, a vida é minha...
Quero guardar a ternura vivida,
que me valha para reconstruir uma vida,
não venha, não me maltrate, não me deixe perdida...
 
Afaste-se solidão, não siga os meus passos...
Esconda-se de mim, não ocupe meu espaço,
quero livrar-me dos medos, ser dona das minhas verdades,
solte as amarras que prendem as minhas vontades,
quero esquecer o passado.
 
Se minhas esperanças um dia acabaram,
quero de vez esquecer o sofrimento
que me trouxe tantos lamentos...
Não quero a distância dos sonhos que ainda tenho,
Que me fazem viver, me alimentam e me sustentam...
 
Não desisto de ser feliz,
Ainda carrego a vida dentro de mim...
Deixe-me solidão,
Só me traz desilusão,
Não me ronde,
Quero você longe,
Não me vença,
Desapareça,
Vá embora e me esqueça,
Cansei da sua presença,
Chega...
 

******
 
114-Solidão, me deixe só.
Por Tchelly Veras

Quem és tu que vem de mansinho
Que chega quando menos espero
Quando junto a muitos estou?
Quem és tu que sufoca todas as minhas alegrias?
Que transforma luz em trevas
Que faz do barulho silêncio
Da brisa furacão
Da calmaria tempestade?
Que és afinal?
Porquê nunca me deixas?
Quero ficar sozinha, mas não contigo
Solidão amarga,doída, solitária.
Me deixes só, para só comigo eu poder me sentir só.
Não preciso de ti solidão, já sou só sozinha.

******

115-Estou Só
Maria Antônia Canavezi Scarpa
 
Se houvesse uma oportunidade ela seria sua
De onde estou...somente os cumes das árvores me observam
então nada preciso esconder
já que o sol se aloja atrás das nuvens
deixando-me nessa quietude
isolada do resto do mundo
 
Veja! Uma garça sobrevoa o lago
tem fome como eu
só que ela é livre pra voar
enquanto sou livre apenas pra sonhar
São intermináveis as horas aqui
apelo até para que os segundos parem
mas...eles dobram o tempo
e o cair das águas da cachoeira distante
me parecem ainda mais perto
 
Vez ou outra, meus olhos cruzam
com a frenética borboleta azul
quando quase bate com suas asas em mim
Ah! Pena eu não ser uma flor
ela viria aqui...conversaria comigo
ouviria a minha historia
e nas suas asas voariam meus anseios
e provaria do meu néctar
para oferecer aos deuses
 
Mas...como a garça,a borboleta se vai
sequer se aproxima dos meus desencantos
continuo só...tentando aliviar minha dor
esquecer nossa separação...o não ter mais você
Apostei alto nos meus desejos
mas foram em vão
meus alicerces estavam frágeis
e nosso caso desmoronou...ficando nesse remanso
apenas a angústia e a saudade do seu cheiro
dos seus desejos que agora me torturam
Estou só...


****** 
 
116-SOLIDÃO
V.M.S.
Arianne Evans
 
Noite invernal e o silêncio
campeia denso e sombrio...
nenhuma folha farfalha,
pois o vento se agasalha,
também se oculta do frio...
 
Lá fora pesada bruma
cobre tudo, como um manto,
enquanto aqui, em meu quarto,
corre em meu rosto, tão farto,
o mais amargo dos prantos...
 
Nas paredes bruxuleiam
as chamas do candelabro
desenham formas estranhas
e um calafrio nas entranhas
deixa - me o peito apertado...
 
São lembranças, são saudades,
é o fel de hoje estar só,
relembrando um louco amor
feito de alegria e dor,
mas que ao partir, fez - me pó...
 
Um amor lindo e proibido
que nasceu sem perceber,
mas como fogo indomável,
lavrou chama incontrolável
nos escaninhos do ser...
 
Vivemos suas loucuras
num tempo que não contamos...
Somente nós existíamos,
um para o outro vivíamos,
como loucos nos amamos...
 
Ainda trago no corpo
as marcas de suas mãos,
e nos lábios sempre quentes,
gosto de beijos ardentes,
mas na alma... solidão...
 
Curitiba - 18/ 07/ 2006

******

117-Ahh!!! Solidão
Giovanni Leandro

Já é noite e o vento esta cortante de gelando, fatiando este corpo....
Onde esta você que não vem ...

Não vê que estou a sofrer....
Querendo seu carinhos
para me aquecer ....

Não vê que sem você não sei mais viver ...

Os segundos se evaporam no ar ....
 Os minutos se afogam....
As horas vão passado .....
A solidão me apertando....

Coração clamando por você
é meia noite e a dor invade mais uma vez este
ser, que somente lhe quer.

Giovanni Leandro

******

118-SOLIDÃO COMPANHEIRA**
ROSELI SCARPARO
 
Solidão, que sentimento é esse
que me acompanha por dias e noites?
Por que doe tanto...se é companheira?
Atormenta minha paz, leva minha vida.
 
Fugir....para onde ?
Por que não me deixa?
Deixa eu viver ao lado das
crianças, onde encontro o sorriso
companheiro, amigo e amoroso.
 
Tento fugir, mas parece que
instalou-se em minh'alma
Impregnou-se em meu caminhar.
 
Amigos , crianças, os pássaros
passam ao meu lado
Mas não me acompanham na vida
 
Caminho ao lado das ondas do Mar
Companheiro solitário, misterioso
Que trás doces e amargas lembranças
 
Solitária caminho olhando as estrelas
em conjunção com a Lua
Tão solitária como eu, nós confidenciamos
 
Que solidão é essa ?
Onde foi que te perdi ?
Em que tempo nos separamos ?
Continuarei a caminhar em minha
solidão. 

******

119-Solidão!
 
É! Quem já viveu com ela por dias e noites
Sabe quão pesado é o fardo e, como se fora um açoite
Doi na alma e também no coração
Como um castigo uma severa punição
Solidão de um amor que se foi
Ah! Como magoa e muito doi
De um amigo que viajou e definitivamente partiu
Ah! Só as lágrimas podem explicar o inesplicável
E se a solidão é fruto da traição
Essa por certo tira um pouco do coração
Aquele que foi reservado à paixão
Não há remedio, a cicatriz fica lá um tempão
À cidade não tem seta e vaga-se sem direção
O dia não tem noite e esta não tem luz, tudo é um apagão
Por isso independente da hora sempre é escuridão
Ah! Solidão quem te inventou, também criou a dentes:
O amor, o odio, a paixão, a felicidade e a infelicidade
Pois, com certeza habitas onde há amantes
E quando te mudas, ninguem tua falta sente
De vez que assim teu vão é ocupado pelo sorriso a se ver
E a alegria de estar é constante do viver.
 
Lúcio Reis
Belém do Pará
Em 17/07/06
 

******
 
120-1 - Solidão não existe
ana ferreira trindade - Lisboa/Portugal

Quando te sentires "abandonado", lembra-te sempre que de ti, emana a Luz que vem do Alto, e nunca mais sentirás solidão...pega num cestinho onde colocarás pedacinhos dessa Luz Divina que tens, abre as asas azuis do Amor e reparte-a com toda a Humanidade, distribuindo-a suavemente...a Terra iluminar-se-á com a tua luz e de todos aqueles a quem a enviaste.

2 - Insight II
ana ferrreira trindade - Lisboa/Portugal

Solidão nunca mais permito
desespero não admito...
Assim, com a Força da Alma
quebro a casca do grito
e do sofrimento me demito
 

******