201-Solidão

 

Chega a noite.
A escuridão envolve a terra,
A solidão paira sobre o ar,
Este momento me faz pensar,
Que a solidão é triste,
Que ela esconde mistérios,
Que nem podemos imaginar.
Não quero  senti-la mas, não posso evitar,
Pois sei que mais cedo ou mais tarde ,
A solidão em mim irá chegar.
O temor  é grande ,
O medo muito mais
Esse processo acontece
Quando se deixa por ela dominar

 

José Ernesto Ferraresso
    28/07/2006

 

******

 

202-Solidão


Como uma Flor em botão
Em espera vã de alguma emoção
Mesmo em lágrimas de dor
Pudessem me regar a flor
Fazê-la abrir e sorrir
Mas, no peito mágoas,dores sufocadas
Minha alma grita...
Pede algo para a exortar
Procura espaços para expandir
Deixar céu cair em tempestade
Limpando atmosfera que me envolve
Deixar de gladiar com meus fantasmas
Deixar de ser madalena
Deixar de viver alma em penas
Deixar de ser julgada, martirizada
Pois nem o maior dos homens
A quem culpa não carregava
Foi capaz de fazê-lo, pois a amava
A pobre e infeliz Madalena.
Entendo nas entrelinhas o que significava
As tuas sábias palavras
E se tivesse mesmo que julgar
Haviam dois culpados apenas
Um por não saber lhe amar
E outro por amar-lhe demais
Que atire a primeira pedra quem ousar
De outra forma pensar
E, de Madalena, olhai-me apenas
Alma em flores, buscando amores
Sentimentos de carinho, respeito, compreensão
Amizade, companheirismo, pra tirar-me da solidão
Sentimentos todos do coração
Todos eles mixados é o amor
Que busco freneticamente num só ser
Temo pensar em morrer
Tendo o desgosto de viver tão triste...
Oh! Minha estrela distante
Que não se importa
Se eu soluce ou cante


Diana Lima Itanhaém/SP, 04/12/2003



******


203-Minha Solidão
(Susana Mendes)


E me vejo ali, retraída, absorta,
tentando de alguma forma,
romper minhas próprias barreiras,
quando a noite chega...
E ela adentra silenciosa
ocupando espaços,
que imagino, vazios...
Então surgem elas,
suaves e etéreas,
nos céus, as estrelas,
a piscarem cintilantes,
a soprarem brilhos poéticos,
a inundarem em versos o meu âmago, o meu coração,
a banhar-me os olhos em luz, incitando-me assim,
a côlher da solitária madrugada,
a mais sensível e bela inspiração...
E algo em mim reluz, mais uma vez,
através desta que suponho, solidão,
extrai-se de minh'alma alada,
líricas esperanças...
Há quem um certo dia deixara escrito,
em um qualquer pergaminho,
que em toda essência,
o ser que guarda em si a poesia,
tem amor, fantasias e sonhos
e suas rimas serão pra sempre
a sua grande companhia...



******
 

204-SAUDADE BRANCA
Efigênia Coutinho


Lendo-te um coração que sofre separado
anda desvairado e triste, no exílio que vive
Oh! Saudade impetuosa que lhe consome.
e vai soluçando sua dor por todo Universo!


Oh! Saudade desse sentimento santo,
neste canto de quem Ama sendo Amada
Grita meu coração desperto dentro do peito
enche o firmamento com este meu pranto...


Oh! Saudade, minha Alma de Branco, vai,
ponha asas nestes versos na ponta duma
flecha....Tange estes céus celestes com tuas
melodias sonoras, murmurando tua prece...


Oh! Saudade, vai nas tintas dum Sol
nascente, flutuando pelas nuvens,
vai beijando os sonhos que alimento...
Deixando minha Branca Alma enternecida...


Petrópolis, 26 julho de 2006
in férias

 
******

205-SAUDADE
Almir Fraga


Toda saudade por melhor que seja,
Nos acompanha onde quer que esteja,
Ferindo a fundo nosso coração.
Se ela for boa nos traz alegria,
Mas traz também consigo a nostalgia,
E nos magoa sem nos dar perdão.


Sinto saudade da minha adorada,
Daquela santa sempre venerada,
Que até a pouco ao meu lado estava.
Mas foi-se embora sem deixar vestígio,
Nem mesmo aquilo de que sempre exijo,
E que juntinho a mim sempre falava.


Sinto saudade dela, não iludo,
Digo mesmo capaz de fazer tudo,
Para que voltes pra junto de mim.
Mais a saudade me deixou tão frio,
Que o meu semblante se tornou sombrio,
Me transformando num homem ruim.


Quando ela passa às vezes pela rua,
Me diz sem pena, já não mais sou tua,
Me deixe em paz seguir o meu caminho...
E perco a voz, fico mudo num instante,
Sinto saudade deste teu semblante,
E sinto imensa falta de carinho.


Mas mesmo assim segue sem dar resposta
Sem ao menos dizer se ainda gosta,
Deste coitado que foi sempre teu.
Se porventura o teu padecimento,
Fizer voltar a mim teu pensamento,
Fique ciente que este já morreu.


Não pode suportar esta saudade,
Que simplesmente por tua vaidade,
Como herança você me legou.
Mas agora que este sono profundo,
Veio roubar-me de vez deste mundo,
E, finalmente, a saudade acabou...

 

******

 

206-SOLIDÃO


As mãos brancas da solidão
pousam suavemente nos
móveis empoeirados e vazios.


A solidão escorre lenta e dolorida
por corredores frios.
Vem trazendo cheiro de
flores mortas.
Ressoa silenciosa e tange
o cordão tenso que
abala os sons.


Não existisse a solidão,
como seriam as noites
e as madrugadas frias?
Como seriam o silêncio
e a dor?


Se os ecos do meu coração
fossem ouvidos à distância,
a solidão não seria.


Solidão, amiga minha,
constante presença a
exigir constante dedicação.
Anjo da guarda, demônio,
vida.

 

Saramar Mendes

 

******

 

207-Solidão


Depois de tantos anos,
meu olhar encontra o dele; o dele, o meu:
eu sabia que pra mim ele ainda era " Ele";
tentei sentir se pra  " Ele" eu ainda era " Eu"...


Queria buscar certeza
a uma pergunta que vinha  do passado,
mas que só a mim interrogava:
o que era  " Ele" sem mim ao seu lado?


Meu olhar, desavisado, colou no dele,
esquecido de tudo que um dia viu.
Minha alegria suplantou toda a tristeza
e cutucou meu sorriso, que até sorriu...


Nada foi dito, nem por ele nem por mim.
O silêncio testemunhou só a Minha emoção:
e a minha saudade, tão grande, sim,
eu-- que pra " Ele" era só um " eu"--
guardei comigo no baú da Minha solidão


Regina Coeli Rebelo Rocha
Rio de Janeiro ( RJ)
 

*******

 

*******

 

208-SOLIDÃO
Maria Thereza Ferreira De Lascio


Ai que tristeza....
Ver nas ruas os casais abraçados
trocando juras de amor...
e eu tão só...tão desamparada,
sentindo a dor de ter sido rejeitada.


Não quis o destino que eu encontrasse a pessoa certa
e os desencontros foram tantos, mas tantos
que não quero mais pensar no que sofri...
desilusão...desengano...traição
e o que sobrou...apenas solidão!
Essa solidão tão doída
que não vê saída
a não ser abafar calada
todo amor que ainda existe em meu coração...
Se eu pudesse diria aos Anjos
ajudem essa mulher tão desiludida
que um dia achou que podia ser feliz,
mas sei que não adianta...o meu tempo passou...´
só ficou cicatriz...

 

*******

209-Solidão
Suelen Costa Andrade

Não existe nada mais triste e mais confuso do que a solidão. Às vezes é necessário está só para se achar, as vezes é necessário sentir uma imensa solidão, mas se sentimos solidão é por que algo dentro de nós pede, pode ser uma aventura ou uma paixão . É falta de um coração cheio é um vazio de algo que buscou, buscou e ainda não achou, e quando achar xou solidão

******

210-SOLIDÃO POR COMPANHIA

Desperto em volta a delírios risonhos,
Lembranças do que já passou.
Agora espaço vazio ao redor,
Alegrias que ficaram em sonhos.

Uma estrada de vultos sombrios,
È o caminho que tenho a viver.
Nem um gesto, nem um aceno,
Apenas sentimentos frios.

Esperanças. Não as guardo comigo.
São pedaços, retalhos, que ao vento sumiram.
Não vale a pena manter restos de vida,
Que apenas maculam um coração partido.

Tenho a solidão por companhia,
De tudo que um dia pensei realizar.
A mensagem da indiferença viva,
É o que trago em vão, hoje em dia.

NANY SCHNEIDER
04/08/2006  08:05
Curitiba - Paraná

******