Confesso, não ter sido aquele detalhe
que me levou a você... não nego o
encantamento, mas foi meramente um
pretexto para iniciar uma sedução.
Confesso, decidi quebrar regras... tentar
não ferir e assumir que de alguma forma
nós poderíamos nos machucar.
Feito borboleta, rompi a ninfa e inquieta
lancei vôo e fui buscá-lo.
Confesso, deveria ter seguido outros ventos
quando da sua primeira recusa, ou resistência...
mas, tomada de desejo... arrisquei outros vôos
mais insinuantes... você fingiu não entender...
Confesso, deveria ter eu entendido e agora sim,
seguir outros ventos... silêncio...pairei no ar algum
tempo a me questionar... e agora!
E, por respirar e sentir a vida pulsar dentro de mim,
declarei o que eu queria...você cedeu...
Confesso, que da forma como aconteceu,
quero mais e depois mais... só não diga que sou borboleta
jovem pra pousar no teu jardim... não sou.
Confesso, a invasão foi toda minha...
Confesso, outros ventos... outros rumos,
só depende de uma palavra tua...não pense muito.
Confesso, tentei seguir teu conselho... não quero...
Confesso, ainda quero que seja só com você!
Eu confesso.



* * * * *

Naidaterra



 

 



 






Publicado: 06.04.2006 
Última atualização: 13.11.2006