Que o hoje, seja a seqüência do já conseguido ontem,
Mas que o momento presente, apresente a novidade
necessária à sensibilidade do nunca sentido...

Que cada minuto traga, a totalidade de uma vivência
em ato de busca, e que cada queda, seja o trampolim
a impulsionar novas tentativas...

Que cada instante possa ser o ultimo por do sol,
talvez com o gosto de amanhecer, e, que carregue
dentro de si, a sensação infinitamente triste da
lágrima engolida, misturada a sensação intensamente
feliz do sorriso aberto....

Que o amanhã seja o hoje do futuro, sem laços de
compromisso com a missão sobrevivida ou sobrevivente.

Que não seja medo, nem necessidade, mas completamente
possível e indispensável de cada hoje, inesgotado e
completo...

Que o espaço seja esgotado aqui....
e que o tempo seja esgotado agora.


* * * * *

Tek@ Nascimento
Lençois Paulista - SP
11.01.2005
20:15hs



 

 



 






Publicado: 06.04.2006 
Última atualização: 12.11.2006